Estruturas narrativas para longas-metragens

Curso de roteiro com Alice Name-Bomtempo e Vitor Medeiros

A partir da nossa experiência com escrita e estudo do roteiro cinematográfico, acreditamos que existem diversas formas de abordar o seu desenvolvimento. Por isso, unimos na bibliografia deste curso teorias tanto de manuais de roteiro quanto de pesquisa acadêmica. Focaremos nas diferentes estruturas de longas-metragens, esmiuçando ferramentas-chave para a escrita e análise de obras neste formato.

Serão apresentados: a estrutura matemática em sequências, com a divisão em "mini-filmes" como metodologia de escrita; os arquétipos de energia masculina e feminina, e as 13 etapas (não necessariamente lineares) da jornada da Virgem; como criar o protagonista ideal para sua história, baseando-se nos paradigmas aristotélicos de comédia e tragédia.

Cada um desses conceitos será aplicado nos estudos de caso dos filmes Corra!, A Gente Se Vê Ontem, Temporada e Guava Island.

Terceira turma:

21 de setembro a 2 de outubro - segundas, quartas e sextas, das 19h às 22h (horário de Brasília)

Carga horária: 18h (6 aulas x 3 horas)

Curso online através da plataforma Zoom. Caso algum aluno perca a aula ao vivo, será disponibilizada a gravação da mesma no dia seguinte.

Valor: R$ 165,00

Público-alvo:

Roteiristas iniciantes a avançados; estudantes e profissionais do setor audiovisual; cinéfilos e pessoas interessadas em narrativa cinematográfica. Conhecimento prévio de roteiro é bem-vindo, mas não é essencial para o acompanhamento das aulas.

Ementa completa:

A estrutura matemática em sequências: dividindo o filme em "mini-filmes" como metodologia de escrita:

Os principais elementos de uma narrativa cinematográfica: o mundo da história, o status quo, o protagonista, o antagonista; Pontos de virada: o incidente incitante, o lock-in, a primeira culminação, a principal culminação, a virada do terceiro ato e a importância da subtrama; Recursos de coesão narrativa, aspectos unificadores de sequências e protagonismos específicos.

Protagonismo, história e discurso:

A tragédia e comédia Aristotélicas; Diferenciando história de situação; O que determina um protagonista? A diferença entre protagonista e personagens principais; Protagonista como elemento estruturante em narrativas não-lineares e multiplot; A falha trágica e a questão moral: interconectando personagem-trama-discurso.

A narrativa mítica e os arquétipos de energia feminina:

Contos de fadas, mitos e a linguagem dos símbolos; Os arquétipos de sombra e de luz, masculinos e femininos; As estruturas míticas de energia feminina, em oposição à teórica universalidade da “Jornada do Herói”; Como trazer para imagem e som uma história de transformação interna; As 13 etapas (não necessariamente lineares) da jornada da Virgem.

Estudos de caso:

Aplicação do conteúdo estudado e discussão coletiva em torno de uma filmografia contemporânea: Corra!, escrito por Jordan Peele; A Gente Se Vê Ontem, escrito por Fredrica Bailey e Stefon Bristol; Temporada, escrito por André Novais Oliveira; Guava Island, escrito por Stephen Glover.

Professores:

Alice Name-Bomtempo - Bacharel em Cinema e Audiovisual pela UFF, roteirista do longa Modo Avião (o filme de língua não-inglesa mais assistido na Netflix) e das séries Vai Que Cola (Multishow), A Vila (Multishow) e uma série de comédia com viagem no tempo para GNT/Globoplay. Desenvolve projetos originais como o longa de terror Casa da Mata (Talents Buenos Aires - Ateliers Proyectos en Desarrollo; Curitiba_Lab 2019; Menção Honrosa no Cabíria Prêmio de Roteiro 2019), a série infantil de animação As Flutuantes Histórias (Laboratório de Roteiros Audiovisuais da 18a Goiânia Mostra Curtas; Anima Mundi Coaching 2019) e o curta-metragem de fantasia Nina e o Abismo (Laboratório de Projetos do Festival Curta Cinema 2018, contemplado no Edital de Fomento ao Audiovisual nº 08/2019 de Niterói). Participou como roteirista do Talents Buenos Aires 2019 e escreveu e dirigiu os curtas Todas As Memórias Falam de Mim e Na Esquina da Minha Rua Favorita com a Tua, exibidos em mais de 40 festivais e mostras no Brasil e no exterior, dentre eles a Mostra de Cinema de Tiradentes, o Festival Internacional de Curtas-Metragens de São Paulo (Kinoforum) e o Festival Mix Brasil de Cultura da Diversidade. Coordenou o desenvolvimento da bíblia da 8a temporada de Vai Que Cola e foi assistente de roteiro de Magnífica 70 (HBO, indicada ao Emmy Internacional). Estudou roteiro cinematográfico na Escuela Internacional de Cine y TV (EICTV) em Cuba no taller do professor Eliseo Altunaga e atualmente é uma das professoras do Curso de Formação Livre em Roteiro na Academia Internacional de Cinema no Rio de Janeiro, além de ter ministrado uma oficina de estrutura para roteiro de longa-metragem no 21 Festival Brasileiro de Cinema Universitário.

Vitor Medeiros - Mestre em Estudos do Cinema e do Audiovisual pelo Programa de Pós-Graduação em Comunicação da Universidade Federal Fluminense (PPGCOM-UFF), com especialização em Estudos da Narrativa e Mise-en-scène, e Bacharel em Cinema e Audiovisual pela mesma instituição. Trabalhou como roteirista, pesquisador e assistente de direção em projetos para os canais GNT, Globoplay, Multishow, Arte 1, Globosat+ e CineBrasilTV. Diretor do núcleo de criação Ritornelo, escreveu, dirigiu e produziu filmes com circulação em festivais de cinema desde 2014 (conferir: ritornelo.art/criacoes). Co-roteirizou os curtas Flor do Cerrado e Cidade Nova, dirigidos por Giovani Barros e ambos premiados com Menções Honrosas no Laboratório de Projetos de Curta-Metragem do Curta Cinema, respectivamente em 2016 e 2014. Como montador, prestou serviço para diversas produtoras cariocas, como Conspiração Filmes, Cadenza Filmes, Arpoador Comunica Filmes, Bananeira Filmes, Estúdio Giz e Telenews. É crítico e editor da Revista Moventes (revistamoventes.com), em atividade desde 2016 com notas sobre as imagens e sons. Curador da Mostra Hong Sang-soo - A repetição da vida, realizada em 2019 na Caixa Cultural do Rio de Janeiro e no Centro Dragão do Mar de Arte e Cultura, em Fortaleza. Atua também nas artes cênicas: assina roteiro e encenação da peça A Mulher Que Virou Planta, do Grupo Lacuna, e direção de vídeo em projetos da Focus Cia de Dança, Poesia Viral, e Cia Proposta A6. Estudou Comunicación Audiovisual na Universidad Carlos III de Madrid e Filmmaking na New York Film Academy. Seus projetos mais recentes como roteirista e diretor são a série ficcional Trago a Pessoa Amada (canal Prime Box Brazil), e o longa documental Guanabara Kiki Ball (contemplado no Edital de Fomento ao Audiovisual nº 08/2019 de Niterói), ambos em fase de desenvolvimento e com previsão de realização para 2021.

Referências bibliográficas:

  • A Promessa da Virgem, Kim Hudson

  • The Sequence Approach, Paul Gulino

  • The Nutshell Technique, Jill Chamberlain

  • A Jornada da Heroína, Maureen Murdock

  • Archetypal Patterns in Fairy Tales Studies in Jungian Psychology By Jungian Analysts, Marie-Luise von Franz

  • From Girl to Goddess - The Heroine's Journey through Myth and Legend, Valerie Estelle Frankel

  • Get Out! (roteiro do livro), Jordan Peele

  • Screenwriting is rewriting, Jack Epps Jr

  • The Tools of Screenwriting, David Howard, Edward Mabley

  • Creating Unforgettable Characters, Linda Seger

  • A Poética, Aristóteles

  • Story and discourse: narrative structure in fiction and film, Seymour Chatman

Filmografia:

  • Corra!, escrito por Jordan Peele

  • A Gente Se Vê Ontem, escrito por Fredrica Bailey e Stefon Bristol

  • Temporada, escrito por André Novais Oliveira

  • Guava Island, escrito por Stephen Glover